Memória 4ª Aula – 25/03/09

Centro de Pedagogia Waldorf

Antroposofia e Pedagogia Waldorf

Professora Convidada: Janice (Professora da Escola Waldorf Recife)

Escola Waldorf em Recife: Rua Guimarães Peixoto, 309
Casa Amarela – CEP 52051-200 Recife – PE / Fone: (81) 3441.0703 / Site – www.escolawaldorfrecife.com.br

Bibliografia: Robert Shine – Princípios da Antroposofia

A seqüência de tópicos abaixo é um pouco do que foi visto na aula:

A Pedagogia Waldorf foi introduzida pelo austríaco Rudolf Steiner em 1919, em Stuttgart, Alemanha, inicialmente através de uma escola para os filhos dos operários de uma fábrica de cigarros;

– A pedagogia Waldorf, é uma metodologia de ensino que propõe o desenvolvimento das potencialidades do ser humano, respeitando as individualidades e temperamentos de cada um. Neste sentido pode ser considerada diferenciada em relação à prática da educação dita “oficial”, fundamentada na imposição e acúmulo de informações muitas vezes desconexas com a realidade prática do aluno, o que torna o processo de aprendizagem pouco interessante.

– Para Janice, determinadas potencialidades já estão na criança, fruto de uma espécie de acúmulo de experiências de vidas passadas;

– Assim a Pedagogia Waldorf, busca oferecer os meios necessários para que o indivíduo possa desenvolver seus próprios talentos e capacidades;

– A pedagogia apresentada leva em consideração 3 âmbitos: Espiritual, Físico e Emocional;

– Pedagogia Waldorf, 3 princípios fundamentais:

Educação para a Liberdade

Educação Para o Amor

Educação para a Veracidade

“A pedagogia forma indivíduos livres, preparando-os para todas as situações do mundo, possibilitando que as dificuldades sejam superadas com maior facilidade.

-O fato de não se exigir ou cultivar um pensar abstrato, intelectual, muito cedo é uma das características marcantes da pedagogia Waldorf em relação a outros métodos de ensino. Assim, não é recomendado que as crianças aprendam a ler antes de entrar na 1a. série ou antes do 1º setênio;

– No primeiro setênio a criança esta mais sensível ou “aberta” ao campo etéreo e suas vibrações, ao dizer isto Janice comentou sobre um casal que evitava discutir na frente da criança, segundo ela tal criança percebe as vibrações pelo campo sutil mesmo sem ver necessariamente o conflito entre os pais;

– O Jardim Waldorf é o espaço escolar dedicado ao primeiro setênio da criança, período considerado como extremamente importante para a construção da personalidade, momento em que serão fixadas as bases fundamentais para a formação do indivíduo;

– No jardim Waldorf, as professoras são chamadas de Jardineiras e vestem necessariamente saias, elas representam intencionalmente o arquétipo da mãe;

– As jardineiras cumprimentam cada criança individualmente antes do início das atividades uma forma de dar uma atenção particular a cada criança e também de se obter sutilmente alguma informação trazida pela criança; através do toque sente-se a temperatura, rigidez muscular, a energia da criança.

– No primeiro setênio, as crianças são estimuladas e trabalhar os seus sentidos, sendo a arte um veículo fundamental neste momento ( pintura, escultura, música, atividades culinárias etc.)

– O universo simbólico é constantemente trabalhado a exemplo da mesinha de época, onde são colocados elementos representativos da estação e demais símbolos relacionados ao período do ano;

– Do ponto de vista do professor, há uma atenção individual para cada criança, e uma constante observação do comportamento de cada uma, assim as crianças são observadas, sendo distinguidas em quatro principais tipos de comportamentos: Coléricas, Melancólicas, Fleumáticas ou Sanguíneas;

– A distinção das crianças nos quatro grupos comportamentais permite uma organização dos alunos em sala, onde um sanguíneo é colocado próximo a outro sanguíneo para que este possa experimentar a influência do seu próprio comportamento, um melancólico é colocado em local com maior luminosidade, etc.

– Em algumas ocasiões, onde verifica-se um comportamento especial de algum aluno é feito um estudo de caso particular através das observação fenomenológica deste comportamento;

– Na pedagogia Waldorf não há livros didáticos pré-estabelecidos, a construção do material é feita com a participação dos alunos;

– A avaliação é anual, no boletim consta um verso específico para cada aluno, neste verso estão contidos o resultado da observação do professor em relação ao aluno e nele estão contidas as características que devem ser enfatizadas para facilitar o desenvolvimento do aluno;

– O verso deve ser recitado pela criança todos os dias, durante as férias escolares;

– Com a proposta de formar indivíduos seguros, Janice falou da importância dada na Pedagogia Waldorf sobre a coerência entre o pensamento, o sentimento e a prática;

– A mensalidade da escola é negociável, havendo uma comissão financeira encarregada deste processo, para Janice o saber lidar com o econômico também faz parte da formação do indivíduo e neste sentido procura-se desenvolver uma economia chamada fraterna;

– Na economia fraterna cada um paga de acordo com as suas possibilidades e em determinados casos há isenção da mensalidade.

“Não há, basicamente, em nenhum nível, uma educação que não seja a auto-educação. […] Toda educação é auto-educação e nós, como professores e educadores, somos, em realidade, apenas o ambiente da criança educando-se a si própria. Devemos criar o mais propício ambiente para que a criança eduque-se junto a nós, da maneira como ela precisa educar-se por meio de seu destino interior.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: